Assembleia Municipal de Lisboa
Grupos Municipais
logotipo
Página do Grupo Municipal do Partido Popular (CDS/PP)
A política editorial desta página é da inteira responsabilidade do Grupo Municipal do Partido Popular (CDS/PP)
*
Pela normalização dos serviços da Hemeroteca Municipal de Lisboa
25-11-2014

Debatida e votada: 25 de Novembro de 2014
Aprovada com a seguinte votação: pontos 1 e 3 por unanimidade; ponto 2 aprovado por maioria, com os votos contra do PCP.

A Hemeroteca Municipal de Lisboa (HML), criada em 1931 para proporcionar à população um serviço de leitura e consulta das publicações periódicas, nacionais e estrangeiras, esteve sediada entre 1973 e 2013 na Rua de S. Pedro de Alcântara, onde albergava mais de 20 mil publicações periódicas.

Em resultado de uma permuta, a sede da Hemeroteca passou para as mãos da Misericórdia de Lisboa e encerrou os serviços em Setembro de 2013. Com esta decisão, a HML está fechada, e a sua coleção inacessível ao público, há mais de um ano. Estava prevista a reabertura da HML, em 2014, no Complexo Desportivo da Lapa.

Sabe-se agora que, a partir do primeiro trimestre de 2015 a HML vai reabrir provisoriamente, em instalações mais pequenas, na Rua Lúcio de Azevedo, nas Laranjeiras, nas quais não serão disponibilizados todos os serviços, nem constarão todos os títulos.

Desde Setembro de 2013 que investigadores e público em geral estão impedidos de aceder a um acervo nuclear para o estudo e conhecimento. Presume-se que as instalações provisórias não permitam a rapidez e o conforto à consulta. É nossa opinião que o transporte das obras entre armazéns e local de leitura constitui um risco acrescido em relação a publicações raras, algumas de difícil ou impossível substituição.

Nesse sentido, o Grupo Municipal do CDS/PP propõe à Assembleia Municipal de Lisboa que recomende à Câmara Municipal de Lisboa que:

1. Seja rapidamente definido o local para a instalação da Hemeroteca Municipal de Lisboa, ou se confirma que a mesma fica no Complexo Desportivo da Lapa, e que seja comunicada a data prevista para a definitiva instalação e funcionamento no local.

2. Informe sobre o estado de actualização do acervo, qual a sua dotação para aquisição de títulos e que ocupações tiveram os seus funcionários, durante o período de encerramento ao público.

3. Seja intensificada colocação de online do todo o acervo, uma vez que o site da HML possui um número reduzido de publicações periódicas digitalizadas, limitando-se, em inúmeros títulos, a ser meramente simbólico. Um site mais completo teria sido uma alternativa preciosa durante o tempo em que a HML esteve encerrada ou que não trabalhará com todas as valências.

Lisboa, 20 de Novembro de 2014

O Grupo Municipal do CDS-PP