Assembleia Municipal de Lisboa
Voto de pesar 04A/124 (PS) - Alfredo Bruto da Costa
15-11-2016

Agendado: 124ª reunião, 15 de Novembro 2016
Debatido e votado: 15 de Novembro 2016
Resultado da Votação:
Ponto 2 Aprovado por unanimidade
Votado apenas o ponto 2 da parte deliberativa considerando que o conteúdo dos pontos 1 e 3 já constam na redacção dada à parte deliberativa do Voto 4/124, o qual foi deliberado e aprovado por unanimidade. Ambos os textos serão remetidos à família
Passou a Deliberação: 378/AML/2016
Publicação em BM: BM nº 1192

VOTO DE PESAR
PELO FALECIMENTO DO ALFREDO BRUTO DA COSTA

A morte de Alfredo Bruto da Costa, aos 78 anos, na semana passada, em Lisboa, foi uma grande perda para o País. Não apenas pelas altas funções de Estado que exerceu, mas sobretudo pelo exemplo que a sua vida de profunda solidariedade para com o seu próximo constituiu. Alfredo Bruto da Costa era goês de nascimento e de ancestralidade indo-portuguesa.

Formou-se em Engenharia pelo Instituto Superior Técnico. Mas o seu progressivo e profundo empenhamento nas causas sociais e no seu estudo levaram-no a doutorar-se em Sociologia pela Universidade de Bath. Tratou, com rigor académico de referência, os fenómenos da pobreza e da exclusão social. Em coerência, procurou ao máximo a sua erradicação, na prática da ação política e dos altos cargos públicos que exerceu.

Foi ministro dos Assuntos Sociais no V Governo Constitucional; foi provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa; foi presidente do Conselho Económico e Social e conselheiro de Estado. Como leigo católico empenhado e consequente, foi presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz. Exerceu todos esses lugares e funções em coerência plena com a sua consciência. Dele se poderá dizer que foi, talvez, o mais notável, autêntico e empenhado cristão no combate à pobreza e exclusão social do Estado Democrático e um exemplo da consciência social do cristianismo, a quem a igreja católica portuguesa e os cidadãos de boa vontade muito devem.

O Grupo Municipal do Partido Socialista propõe à Assembleia Municipal de Lisboa, reunida em 15 de Novembro de 2016, que delibere:

1. Expressar o seu grande pesar à Família de Alfredo Bruto da Costa.
2. Propor à Câmara Municipal de Lisboa que atribua o nome de Alfredo Bruto da Costa a uma artéria de Lisboa ou a um espaço público relevante da capital.

3. Propor que nesta sessão da Assembleia Municipal de Lisboa seja observado um minuto de silêncio em homenagem à memória de Alfredo Bruto da Costa.

Pelo Grupo Municipal do Partido Socialista

José Leitão

Patrocínia César

Documentos
Documento em formato application/pdf Voto de pesar 04A/124 (PS)70 Kb