Assembleia Municipal de Lisboa
*
|| pandemia Covid-19
Lisboa reforça respostas para idosos e sem-abrigo
16-03-2020 AML com LUSA

A Câmara de Lisboa vai alargar o apoio domiciliário aos idosos da capital, garantindo-lhes refeições quentes, cuidados de higiene e medicamentos, e instalar um novo centro de acolhimento no pavilhão do Casal Vistoso para receber pessoas em situação de sem-abrigo.

A autarquia, em conjunto com as juntas de freguesia, Santa Casa da Misericórdia e centros paroquiais, vai garantir refeições quentes, cuidados de higiene e medicamentos a todos os idosos com dificuldades de mobilidade e autonomia pessoal.

Este apoio abrange os mais de quatro mil idosos que já o recebem, a que acrescem os que se encontravam nos centros de dia, que tiveram de ser encerrados para conter o risco de contágio, e será alargado a todos os outros com falta de autonomia e mobilidade.

Quanto à população em situação de sem-abrigo, o presidente da câmara destacou que todos os centros de acolhimento de sem-abrigo têm plano de contingência aprovado, medidas de higienização reforçadas, espaço de isolamento para caso exista alguma suspeita e planos de quarentena se necessário.

Estão a ser montados mais dois espaços para eventuais necessidades de quarentena e um centro de acolhimento no pavilhão do Casal Vistoso, para receber os sem-abrigo que não se encontram nos centros existentes.

Entraram também em funcionamento 26 cozinhas e refeitórios em escolas por toda a cidade para as crianças e famílias mais carenciadas.

Nove estabelecimentos de ensino estão disponíveis para acolher os filhos dos profissionais de serviços essenciais, nomeadamente de saúde, forças de segurança e bombeiros, conforme já tinha sido anunciado pela câmara no domingo.