Assembleia Municipal de Lisboa
*
55ª reunião da AML - 26 de Fevereiro 2019
Até Março estarão disponíveis todas as habitações de renda apoiada
27-02-2019

Fernando Medina avançou, na última sessão da Assembleia Municipal, que as casas no regime de renda apoiada, "para a totalidade do ano de 2019", vão ser afectas até ao fim de Março, defendendo que será possível "antecipar a tranquilidade das famílias, que vão poder saber antecipadamente com a casa que contam".

Medina apresentava a sua informação escrita, que ocorre trimestralmente perante a Assembleia Municipal de Lisboa. À margem da sessão, a vereadora da Habitação, Paula Marques (Cidadãos por Lisboa, eleita nas listas do PS), disse à Lusa que "até ao final desta semana, início da próxima" conseguirá "saber quantas habitações de renda apoiada serão afetas para o ano de 2019".

"Isto foi uma decisão que tomámos agora, de ampliarmos o que estávamos a fazer quase de dois em dois meses e fazermos a projeção para todo o ano de 2019", explicou.

A vereadora reiterou que, assim, os munícipes saberão "qual é a sua casa, onde é e vai acompanhando a obra".

"E à medida que a obra está pronta, a chave é entregue e a pessoa vai entrando. Naturalmente que haverá famílias que entram agora, famílias que entram daqui a uma semana e depois outras daqui a um mês", concluiu Paula Marques.

Na sessão, o presidente da câmara adiantou que serão apreciados, em breve, em reunião do executivo, contratos de delegação de competências, que estabelecem a transferência de 50 milhões de euros para as 24 juntas de freguesia da capital, de modo a desenvolverem diversos programas.

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou uma moção do PCP que apela ao Governo para "dar prioridade à expansão da rede de metropolitano para Alcântara" e "investir na requalificação da rede, material circulante e meios humanos".

Numa proposta apresentada pelo CDS-PP, os deputados municipais recomendaram ainda que seja pressionado o Governo para fazer obras de restauro e de manutenção na Igreja de Santa Catarina e pediram que a câmara "promova, com brevidade, uma solução tendo em vista instalações adequadas para acolher a Direção Municipal de Cultura", que terá de abandonar o edifício que atualmente ocupa.

A AML aprovou também uma recomendação do PAN para que seja desenvolvido um projeto-piloto, com a colocação de sinais visuais, que "ajudem os pássaros a detetar e a evitar as superfícies transparentes" dos campos de 'padel' geridos pelo município.