Assembleia Municipal de Lisboa
*
*
16 a 22 Setembro
Vem aí uma semana para caminhar e pedalar nas cidades
15-09-2015 Marisa Soares , Público

A Semana Europeia da Mobilidade, à qual aderiram 49 cidades portuguesas, começa hoje e dura até terça-feira

Na edição deste ano da Semana Europeia da Mobilidade, a palavra chave é multimodalidade, ou seja, a combinação de várias formas para uma deslocação sustentável. A iniciativa, à qual aderiram 1586 cidades de 42 países, das quais 49 são portuguesas, começa hoje e dura até terça-feira, quando se comemora o Dia Europeu Sem Carros.

Com o slogan Escolhe. Muda. Combina, a campanha deste ano associou-se ao projecto da Comissão Europeia Do the Right Mix, para incentivar os cidadãos a reflectirem sobre os vários meios de transporte que têm à disposição e a melhor forma de os combinar para tornar a viagem dentro das cidades mais rápida e amiga do ambiente.

No caso português, a maioria das cidades inscritas apresenta um programa de iniciativas para toda a semana e indica as medidas permanentes adoptadas para promover a melhoria da mobilidade urbana. Das 49 participantes, 32 celebram também o Dia Europeu Sem Carros (22 de Setembro), fechando algumas ruas à circulação automóvel.

Em Lisboa, por exemplo, estão previstas caminhadas a pé e passeios de bicicleta, bem como cursos de condução ciclável. Amanhã é dia de ir De Bicicleta para o Trabalho - Bike to Work e estão agendadas diversas acções de sensibilização sobre a utilização da bicicleta nas deslocações para as escolas. No sábado, o Campo Pequeno enche-se de scooters, na terceira edição do Lisboa Scooter Day, um evento de entrada gratuita onde os visitantes de todas as idades poderão experimentar conduzir estes motociclos.

Do programa, disponível no site da Câmara de Lisboa, fazem parte ainda oficinas sobre mobilidade sustentável, acções de sensibilização e festas ao ar livre nos jardins da cidade. No sábado, a Rua do Professor Francisco Gentil, em Telheiras, será reservada à circulação de bicicletas e de transportes alternativos, estando previstas actividades como corridas e jogos, e também no Areeiro os peões vão ocupar as ruas onde todos os dias circulam os carros, participando em aulas de ginástica ou aproveitando o prolongamento das esplanadas.

A Semana Europeia da Mobilidade foi lançada em 2002 com a participação de 1737 cidades, número que foi aumentando ao longo dos últimos anos. No entanto, nesta edição, houve uma quebra: de 2011 cidades inscritas em 2014 para 1586 este ano. Estão representados 42 países, incluindo três de fora da Europa - Argentina, Colômbia e Japão.

No lançamento da iniciativa, ontem, a responsável pela pasta dos Transportes na Comissão Europeia (CE), Violeta Bulc, sublinhou que "cada um de nós pode fazer a diferença" na luta contra as alterações climáticas, reduzindo a emissão de gases poluentes. "Se escolhermos andar mais a pé ou de bicicleta, em favor do transporte público ou colectivo ou combinando os modos suaves de deslocação, toda a Europa pode obter benefícios sociais consideráveis", afirmou. Segundo Violeta Bulc, a Semana Europeia da Mobilidade deverá ter impacto na vida de 170 milhões de pessoas.