Assembleia Municipal de Lisboa
*
apanhado de notícias
Última semana de Novembro
24-11-2014

Deixamos mais algumas notícias de interesse sobre Lisboa

Associação Nacional de Municípios critica Orçamento de Estado

Assembleia Municipal de Lisboa aprova atribuição de 2ME a nove freguesias

AML pede à Câmara que regule "com urgência" circulação de 'tuk-tuk'

PS quer mais competências para juntas fiscalizarem ruído em bares de centro em Lisboa

Câmaras não chegam para descansar o Bairro Alto
Os comerciantes do Bairro Alto consideram que as câmaras de vigilância já foram úteis em situações de violência, mas criticam a falta de acção policial quanto ao tráfico de droga.
Leia mais aqui

Assembleia Municipal de Lisboa aprova manutenção de taxa do IMI
A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou ontem manter em 2015 a taxa de 0,3% do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para prédios avaliados e a isenção da derrama para empresas com volume de negócios inferior a 150 mil euros. A proposta sobre a manutenção do IMI foi aprovada por unanimidade, com excepção de uma alínea, aprovada com abstenção do Bloco de Esquerda (BE). A alínea em causa estabelece "a redução de 20% da taxa de IMI para prédios arrendados para habitação, com o reconhecimento da redução de forma automática, após requerimento dos interessados e comprovação da verificação dos requisitos pelos serviços".
JN

Venda de saneamento à EPAL fracassou
O presidente da Câmara de Lisboa revelou ontem que fracassaram as negociações com vista à venda da rede de saneamento em baixa do município à EPAL. Segundo António Costa, o ministro do Ambiente e o presidente do grupo Águas de Portugal transmitiram-lhe na passada sexta-feira que esse não era um negócio "oportuno" actualmente, face às prioridades definidas para o sector. Assim sendo, diz o autarca socialista, a concretização do Plano de Drenagem de Lisboa terá de ser feita com recurso a verbas do próximo quadro comunitário de apoio. Nesse sentido, adiantou António Costa, será constituída proximamente uma equipa de missão, à qual caberá "preparar candidaturas a fundos comunitários".
IB//PÚBLICO

Ponte pedo-ciclável sobre a Segunda Circular é inaugurada até ao final do ano
O presidente da Junta de São Domingos de Benfica, Lisboa, disse hoje ter recebido da Câmara a garantia de que a ponte sobre a Segunda Circular na zona da Estrada da Luz é inaugurada até ao final do ano. Os trabalhos na ponte pedonal e ciclável foram dados como concluídos em Julho pela Galp Energia, que financiou a obra juntamente com o município. Na altura, de acordo com o porta-voz da empresa, faltavam "diversos acabamentos finais". O projecto da ponte pedonal e ciclável sobre a Segunda Circular, que liga as juntas de freguesia de São Domingos de Benfica e Carnide, foi apresentado em Setembro de 2011 e o concurso lançado pouco tempo depois. Esta ponte, inicialmente com conclusão prevista para a primavera de 2012, tinha um custo estimado de 1,2 milhões de euros e seria construída pela Fundação Galp Energia, no âmbito de um protocolo que a entidade estabeleceu com a Câmara de Lisboa em 2009, para promover formas de mobilidade mais sustentável na cidade. Um ano depois do prazo estimado para a conclusão da ponte, o custo das obras aumentou para 1,365 milhões e a execução do projecto passou para a Lisboagás, empresa do grupo Galp Energia, que só tinha disponibilidade para financiar 900 mil euros, pelo que a Câmara de Lisboa propôs "comparticipar no valor remanescente", não ultrapassando os 465 mil euros, "mediante a doação em pagamento de taxas de ocupação de subsolo devidas pela Lisboagás ao município de Lisboa".
DD

Pilaretes com croché resistem à chuva e põem Rua dos Anjos no mapa lisboeta