Assembleia Municipal de Lisboa
-
Petição Tráfico ou pretenso tráfico de droga na zona histórica da Baixa Pombalina
28-07-2015 Público

Os deputados municipais das comissões de Mobilidade e Segurança e de Direitos Sociais e Cidadania defendem a contratação de mais efectivos na Polícia Municipal de Lisboa para lutar contra a venda de alegados estupefacientes na Baixa.
Leia também Câmara de Lisboa vai pedir alteração da lei para criminalizar tráfico de droga na Baixa Ler mais

-
24-07-2015 Lusa

O vereador do Urbanismo da Câmara de Lisboa anunciou que vai ser aplicada uma coima por infracção à empresa pública Estamo por demolições, sem autorização, num edifício do recinto do antigo Hospital Miguel Bombarda. Ler mais

Foto de Daniel Rocha
Em sessão de perguntas à Câmara
22-07-2015 Inês Boaventura, Público

O vereador do Planeamento adianta que a câmara está a fazer uma avaliação do impacto do turismo na cidade, a concluir até ao fim do ano. O PSD teme “um novo êxodo de lisboetas para fora da cidade”.
Veja os temas de todas as perguntas à Câmara apresentadas ontem AQUI Ler mais

Foto de Jorge Amaral
Proposta segue para discussão pública
14-07-2015 Inês Banha, DN

Canal de maior dimensão vai ligar Monsanto a Santa Apolónia. Obras devem começar no início de 2016 e, diz a autarquia, não causarão condicionamentos à superfície. Proposta _(aprovada
pela Câmara em 15 de julho)_ ainda vai a discussão pública. Ler mais

Proposta em discussão pública
19-07-2015 cml
-
17-07-2015

A Câmara Municipal aprovou esta quarta-feira, nos precisos termos do compromisso assumido na véspera na Assembleia Municipal, todas as recomendações deste órgão sobre as condições de alienação em hasta pública do terreno da antiga Feira Popular. Ler mais

Foto de Maria Carvalho, Público on-line
15-07-2015 Inês Boaventura, Público

Por recomendação da Assembleia Municipal de Lisboa (AML), a percentagem mínima de habitação a construir nos terrenos da antiga Feira Popular subiu de 20 para 25%. Ficou ainda estipulado, com o objectivo de garantir que no local não surgirá “uma grande superfície comercial”, que a construção destinada a comércio não poderá ultrapassar os 25%. Ler mais